Piterson Gomes

Banido
  • Total de itens

    104
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

7 Neutra

Sobre Piterson Gomes

  • Rank
    Treinador Pokémon
  • Data de Nascimento 21-12-1991

Informações pessoais

  • Cidade / Estado (Sigla)
    Rio de Janeiro - RJ

Últimos Visitantes

1.411 visualizações
  1. Ok amigão, respondendo a sua pergunta, trabalho para o Grupo Nzn 2 Anos, tenho formação em TI + MBA em Marketing Digital. Se na postagem tem alguma coisa de errado ou mal entendido, falta de informações mande um Mp. Obrigado por responde nos comentários da TCM.......
  2. Topico criado via tecmundo se está la e verdade.! Duvidas Clique aqui.
  3. Assim como no desenho ou nos jogos tradicionais (de Game Boy, DS e 3DS), todo mestre Pokémon começa pelo básico, capturando criaturas mais fracas e que não tem muita relevância na aventura. Em Pokémon GO, isso não é diferente, e você terá que capturar muitos pokémons mais básicos para poder avançar. Conforma já noticiamos, há uma lista com categorias distintas da raridade de cada bichinho. Porém, como é possível encontrar Gyarados, Blastoise, Sycther e outros pokémons mais avançados, sendo que apenas Zubats, Digletts e Pidgeys aparecem? Confira o que fazer. Evolua o seu nível de treinadorO primeiro passo para encontrar as divisões mais raras de pokémon não é sair por aí e tentar encontrá-los em locais remotos ou afastados da sua casa. Não adianta o quanto você ande, não será possível achar nenhum. Este é o seu level de treinador, que pode ser aumentado com muitas ações do game A grande sacada está em evoluir o seu level de treinador, que é diferente dos níveis dos seus pokémons. Para fazer isso, você deve jogar bastante. Ficou vago? Vamos explicar. Basicamente, todas as ações do game concedem experiência ao jogador, desde capturar monstrinhos a defender ginásios. Depois de ganhar mais leveis, os Rattatas, Magikarps, Digletts e Caterpies dão lugares para criaturas mais interessantes, como Dratinis, Magmar, Lapras, Snorlax e muitos outros. No total, há 40 níveis de treinador, mas ao chegar perto dos 25 ou 30, todos os pokémons já estarão disponíveis. A partir daí, basta correr pela cidade em busca de outros monstrinhos ou usar as “trapaças”, como os apps ou mapas interativos. FONTE(S)TECMUNDO
  4. Segundo o site Babycenter, que rastreia as tendências em nomes de bebês na internet, uma nova moda parece estar surgindo por aí. A quantidade de pessoas querendo dar nomes de Pokémon a suas crianças recém-nascidas tem aumentado exponencialmente depois que Pokémon GO foi lançado. Antes disso, entretanto, quando apenas sabíamos que o game chegaria ao mercado, alguns nomes já começaram a se tornar populares. Entre os mais procurados para meninas, “Onyx” foi o que mais cresceu no último ano, subindo 2.184 pontos no ranking do Babycenter. Este é o nome do Pokémon de pedra treinado por Brock no anime original Pokémon: Indigo League. O site diz ainda que, por mais de 100 anos, não havia registro de pessoas usando esse nome para crianças, e, de repente, durante os anos 1990, a moda começou. Recentemente, essa alcunha ficou ainda mais popular, aparentemente por conta do jogo recém-lançado. Onyx e Brock Fora esse, “Eevee” também têm se tornado muito popular em pesquisas por nomes de meninas na web. Isso porque a criaturinha que aparece na série animada é bem fofa, rara e tem a capacidade de evoluir em três outros tipos de Pokémon bem fortes e interessantes. Depois de “Onyx”, este foi o nome que mais cresceu na escala do Babycenter, 1.377 pontos. Em entrevista ao BuzzFeed, a editora chefe do Babycenter, Linda Murray, explicou ainda que nomes como “Star” e “Ivy” também ficaram mais populares, talvez em referência aos Pokémon Staryu e Ivysauro. Você daria algum nome de Pokémon para seu filo ou filha? FONTE(S)BUZZFEEDTELEGRAPH
  5. Todo mundo está esperando ansiosamente pelo Pokémon GO, que, segundo rumores quentes, chegará ao Brasil no próximo domingo (31). Apesar de muita gente estar roendo as unhas e aguardando pelo game, há um pequeno problema que muita gente não parou para pensar: ele roda no meu celular? Se você está na dúvida, vamos tentar esclarecer aqui quais são os requisitos necessários para que o jogo rode sem problemas de desempenho ou apareça na Play Store para ser baixado (por enquanto, o app não aparece para ninguém, já que não está disponível no Brasil). Confira abaixo quais são os requisitos necessários para jogar. AndroidAndroid 4.4 até Android 6.0.1 (Android N não terá suporte até o lançamento oficial do OS)Resolução recomendada de 720x1280 pixels (não otimizado para tablets)Conexão forte de internet (Wi-Fi, 3G ou 4G)GPS e Serviços de Localização2 GB de RAM recomendados (funciona com menos, mas com performance baixa)iPhoneiPhone 5 ou superioriOS 8 ou superiorConexão forte de internet (Wi-Fi, 3G ou 4G)GPS e Serviços de LocalizaçãoDispositivos com Jailbroken não contam com suporteProblemas com processadores Intel e sem suporte para WPAgora vem uma questão muito delicada: mesmo que você tenha o poder de fogo necessário, alguns aparelhos não vão rodar o jogo. Por que? Chipsets Intel não contam com nenhum tipo de suporte, diferente de arquiteturas da Mediatek, Qualcomm e Exynos, por exemplo. Sem ASUS por enquanto Portanto, muitos aparelhos da ASUS, como o ZenFone 2, ZenFone 4, 5 e 6 (modelos de entrada) e demais dispositivos da empresa não vão conseguir rodar o game. Por ora, não há nenhuma confirmação oficial da Niantic, mas alguns fãs já criaram petições para que o jogo chegue aos smartphones ASUS. Já a outra plataforma de celulares, o Windows Phone, também não conta com nenhum tipo de suporte ou previsão para o app. Por enquanto, nada de Windows Phone em Pokémon GO Problemas com memória RAMNão existe uma declaração oficial da Niantic à respeito da quantidade de memória RAM necessária para rodar Pokémon GO, mas muitos usuários têm reportado em fóruns que a quantidade ideal para que o app rode sem problemas é de 2 GB. Isso quer dizer que não vou conseguir rodar em smartphones de 1 GB de RAM? Não, mas você pode ter problemas. Pegue como exemplo um Samsung Galaxy S3, que tem apenas 1 GB de RAM. Muitos jogadores reportaram que é possível jogar com alguns problemas de frames por segundo e eventuais crashs, mas há um porém: sempre que uma mensagem de texto chega, o jogo é fechado, possivelmente pela falta de recursos. Smartphones com menos de 2 GB de RAM podem sofrer com perda de desempenho e crashs eventuais. Não é uma certeza de que o game rodará bem Alguns usuários também disseram ser possível jogar com celulares com menos que 1 GB, mas os crashs são muito mais frequentes e abrir seções especiais, como ginásios de batalhas ou estar em locais com muitas PokéStops ou muitos elementos na tela, faz com o que o game feche. Além disso, o desempenho fica muito aquém do esperado. Modelos famosos que vão rodar sem problemasSamsungGalaxy S4 e sucessoresGalaxy J5Galaxy A5 e A7 (2016)Galaxy Note 3 e sucessoresMatéria Completa Clique aqui! FONTE(S) NIANTICTECMUNDO COMPARADORBH PHOTO VIDEOREDDITGAMEFAQSANDROID FORUMSANDROID AUTHORITY
  6. O grande objetivo – e a maior diversão – de Pokémon GO é sair pela cidade capturando monstrinhos de bolso da Nintendo. Contudo, o número de pokébolas é limitado e nem sempre você terá o item para pegar aquele Blastoise raro que apareceu na sua esquina. Portanto, qual é a melhor forma de lançar pokébolas? Neste tutorial, vamos dar algumas dicas e ensinar alguns truques de como arremessar a bolinha vermelha para assegurar a captura, ter mais chances de conquistar o pokémon e até mesmo como ganhar pontos extras de experiência. Confira abaixo. Como arremessar PokébolasEsse é o ponto mais simples: como jogar as benditas pokébolas nas criaturas. Não há muito segredo aqui, mas existem alguns pontos que podem ser levados em consideração para ter mais sucesso nas capturas. Em primeiro lugar, é recomendado que você utilize o modo “AR” para conquistar os bichinhos, pois a câmera pode confundir a sua cabeça. Para fazer isso, basta ativar a opção no canto superior direito da tela quando um Pokémon aparecer. Como desativar o modo AR No geral, há duas formas de lançar a bolinha vermelha: com força média ou força alta. Quase todos os pokémons que estão no chão podem ser capturados com um arremesso comum, nem muito forte nem muito fraco. Você deve traçar uma linha reta da pokébola até o centro da tela. Em contrapartida, criaturas voadoras necessitam de uma forcinha extra, ou seja, que você deslize o dedo da parte inferior até a parte superior do display. Para capturar pokémons comuns, é preciso arremessar com força média, enquanto pokémons voadores precisam de lançamentos mais longos Para capturar o monstrinho, você deve acertar o círculo maior, pintado em branco. Qualquer ponto desta área consiste em um lançamento bem-sucedido, mas há uma circunferência menor que garante pontos extras. Há pessoas que preferem fazer o inverso: jogar de cima para baixo, mas vai de cada um. Vale ressaltar que quanto mais reto for o lançamento, mais chances você terá. Este é o círculo brando que você precisa acertar Utilize o AssistiveTouch para ter 100% de acertoNão está afim de gastar pokébolas em treinos de arremesso? Você pode dar uma pequena trapaceada e utilizar recursos extras do celular para assegurar 100% o acerto do lançamento. Para isso, você precisa usar o recurso AssistiveTouch do seu iPhone ou baixar este app para Android. Trata-se de um recurso que simula toques no display, ou seja, programa ações. Você precisa preparar um novo comando e desenhar o movimento que deseja simular. Com a função de acessibilidade, basta configurar os arremessos com linhas retas da parte inferior até o meio (pokémons normais) ou da parte inferior até o topo (pokémons voadores) do visor. Pokémon GO: saiba como lançar pokébolas e ter bônus com arremessos curv Como ganhar pontos de experiência adicionais É aqui que as coisas ficam mais avançadas: há algumas técnicas que nada influenciam no sucesso da captura, mas podem ajudá-lo a conquistar alguns pontinhos adicionais de experiência. Confira abaixo duas dicas para conseguir pontuação extra. Primeira dica: há um círculo bem menor na hora da captura, que pode ser verde, amarelo ou vermelho, indicando a dificuldade de conquistar a criatura. Caso você acerte-o precisamente, conquistará um bônus de experiência de treinador, ideal para evoluir mais rapidamente. Repare no círculo verde no centro da tela Segunda dica: antes de lançar a pokébola, é possível girá-la ao fazer movimentos circulares ao redor dela. Caso você a arremesse com este atributo extra (que aumenta consideravelmente a dificuldade) e capture o pokémon, terá muitos pontos de experiência adicionais. Pokébola giratória com arremesso curvo IMAGEN(S)USA TODAY
  7. Se você acha que “a coisa está feia” por aqui só porque Pokémon GO ainda não saiu no Brasil e as pessoas estão surtando com uma espécie de abstinência antecipada, saiba que isso não se compara com a situação do game na Venezuela. Ao que parece, o presidente do país sul-americano acredita que o jogo mobile, na verdade, se trata de – acredite se quiser – uma terrível arma do capitalismo. As opiniões de Nicolás Maduro a respeito do título desenvolvido pela Niantic – e que vem causando furor em todo o mundo – foram veiculadas em seu programa semanal na TV venezuelana. Na edição desta semana do “Em Contacto com Maduro”, que foi ao ar na terça-feira (26), o político afirmou que o jogo de captura de bichinhos virtuais faz parte de uma cultura que incita a violência, principalmente entre crianças e jovens. Se você é fã de Pokémon, não vá para a Venezuela, cara! Segundo ele, a doutrina capitalista é capaz de criar “realidades virtuais, todas ligadas a armas, violência e morte" e que, por conta de Pokémon GO, “milhares de jovens, milhares de pessoas vão acabar vivendo em uma realidade virtual”. Maduro foi além em suas declarações e ligou o tema a tragédias recentes, como o tiroteio em Munique na semana passada – no qual um alemão de ascendência iraniana de apenas 18 anos abriu fogo contra outros cidadãos, deixando nove mortos e 35 feridos. Por fim, o presidente se disse preocupado com a influência desse tipo de tecnologia nos jovens, pedindo que organizações internacionais intercedessem no caso desses supostos “geradores” de violência. Assim como no caso do Brasil, o game mobile de Pokémon – que se trata de uma realidade aumentada, não virtual – ainda não foi lançado por lá. Será que veremos polêmicas como essa até o app chegar em terras tupiniquins? FONTE(S)DOLAR TODAY
  8. FONTE(S) REDDIT
  9. O grau do vícioNão há prova concreta do tal bot, somente capturas de tela comprovando o nível máximo. “Não lutei em ginásios. E não farei isso. Não quero estragar a diversão de ninguém com esse jogo. Se você fizer PvP [jogador contra jogador], jogue de forma legítima ou não jogue”, afirmou. Aparentemente, o usuário teria pedido para a Niantic deletar a conta que usou o bot. Ou seja: o jogador apenas quis atingir o nível máximo por curiosidade e, de agora em diante, vai jogar de forma legítima com sua conta normal. Ok, mas... Como funciona esse bot?O principal objeto desta notícia permanece uma incógnita. O jogador não revelou os detalhes da operação com o bot. Alguns comentários na postagem do autor sugerem que o robô virtual pode ser encontrado abertamente em repositores de códigos como GitHub, se fosse designado ou modificado para checar as pokéstops e capturar um Pokémon, atividades que geram pouco XP, mas por um longo período. Pokémon GO estabeleceu outro patamar de vício em jogos mobile Além disso, o jogador diz que confiou em 131 ovos de sorte, a maioria comprada na loja dentro do game. Esses itens dobram a quantidade de pontos de experiência ganhos por um período de 30 minutos. O jogador mais dedicado do mundo ainda está no nível 31Para que se tenha uma ideia da “gravidade” da trapaça desse jogador, um fã de Nova York, considerado o mais dedicado a Pokémon GO, capturou todos os monstrinhos – sim, TODOS – disponíveis nos EUA. No processo, 142 criaturas foram catalogadas, assim como centenas de horas de jogatina e mais de 200 quilômetros caminhados. Ao fim disso tudo, o cara atingiu o nível 31. Ou seja: haja chão para bater a casa dos 40. O que você acha disso? Opine na seção destinada aos comentários, logo adiante. FONTE(S) REDDIT
  10. Treinamento duro e boa relação com seus PokémonManter a calma e conhecer muito bem os PokémonTalento nato e intuição Você gosta de quizes? Então deixe um Ponto de reputação.?
  11. Também não entendi 0.o.
  12. Pokémon GO ainda não foi lançado no Brasil, mas milhões de fãs já estão destrinchando o game das mais diversas formas possíveis. A comunidade está tão forte e unida que muitos jogadores se juntaram para criar um site que reúne várias informações escondidas sobre os atributos de batalhas dos pokémons. Por mais que atualmente os pontos de combate sejam mensurados por CP (Combat Power), pokémons com o mesmo número têm vantagens uns sobre os outros. Apesar de o tipo deles influenciar na conta (água ganha de fogo, por exemplo), como monstrinhos iguais e com o mesmo poder ganham um do outro? A resposta é que existem três status escondidos: ataque, defesa e stamina (status que significa o quão rápido o ataque especial de um pokémon carrega). Com base nisso, os jogadores já separaram em ordem quais são os bichos mais parrudos do game em cada categoria e também na média entre os atributos. Se você está curioso para saber em qual pokémon investir quando o jogo estrear no país, dê uma olhada na lista abaixo: Pokémons com mais ataque1 - Mewtwo2 - Dragonite3 - Moltres4 - Flareon5 - Zapdos6 - Exeggutor7 - Arcanine8 - Victreebel9 - Mew10 - Charizard Pokémons com mais ataque do game Pokémons com mais defesa1 - Articuno2 - Blastoise3 - Mew4 - Dragonite5 - Hitmonchan6 - Mewtwo7 - Poliwrath8 - Omastar9 - Marowak10 - Venusaur Pokémons com mais defesa do game Pokémons com mais stamina1 - Chansey2 - Snorlax3 - Wigglytuff4 - Lapras5 - Vaporeon6 - Jigglypuff7 - Rhydon8 - Mewtwo9 - Kangaskhan10 - Muk Pokémons com mais stamina Pokémons mais fortes no geral1 - Mewtwo2 - Dragonite3 - Mew4 - Articuno5 - Snorlax6 - Moltres7 - Zapdos8 - Lapras9 - Arcanine10 - Blastoise Os pokémons mais fortes no geral FONTE(S)THE SILPH ROAD
  13. Na primeira geração dos jogos de Pokémon (entenda como Red e Blue), as suas únicas opções como monstros iniciais eram: Squirtle, Bulbasaur e Charmander. Posteriormente, com a chegada da versão Yellow, tínhamos a opção de selecionar o Pikachu para jogar desde o começo. Você sabia que também é possível fazer isso em Pokémon GO? Apesar de o jogo não ter saído ainda, as pessoas que já baixaram o APK do game já conseguem capturar pelo menos o pokémon inicial, mesmo com os servidores desligados. Assim como nas versões Red e Blue, você tem três opções. Entretanto, você pode “burlar” o sistema e escolher o Pikachu no lugar. Saiba do que fazer quando o jogo sair na Play Store. Inicie o jogo normalmenteVocê deverá abrir o app pela primeira vez da mesma forma que faria se fosse escolher um Bulbasaur ou Charmander. Coloque os seus atributos físicos, altere a sua personalidade e faça todos os procedimentos padrões. Comece o jogo normalmente NÃO ESCOLHA nenhum dos três Pokémons disponíveisA primeira ação do game é capturar o monstrinho inicial. Você terá como opção: Charmander, Bulbasaur ou Squirtle. Por mais tentador que seja escolher um dos três, você deverá ignorá-los se quiser um Pikachu logo no começo. Fuja dos três Pokémons iniciais Ande para longe deles até que os Pokémons desapareçam por três vezesInfelizmente, só há três escolhas a fazer, mas você quer um Pikachu, certo? A solução: afaste-se deles. Ou seja, caminhe para longe do raio de detecção dos três animais até que eles sumam da tela. Repita o processo até que eles desapareçam três vezes. Na quarta vez, um Pikachu aparecerá. Basta jogar a pokébola e capturá-lo. Pronto! O Pikachu vai aparecer para você Pode ser um processo um pouco trabalhoso para quem quer sair jogando rapidamente, mas certamente vale a pena se você quiser ter um Pikachu desde o começo, sem precisar se desdobrar para encontrar um monstrinho elétrico depois. Mais uma vez, nos vemos perante uma difícil decisão: Pikachu, Squirtle, Bulbasaur ou Charmander? FONTE(S)GAMEINFORMER
  14. Senhoras e senhores, preparem o coração, pois esse é um teste para cardíacos: o site MMO Server Status atualizou neste instante o servidor brasileiro para a condição "Soon!", ou em alto e claro português "Em breve!". No começo da semana, a mesma página havia dito que o game chega agora no dia 31 (domingo). Ao longo dos dias, o MMO Server Status retirou o rumor do ar e deixou todos com cara de interrogação. Será mesmo que não passava de um rumor? Todos nós ficamos meio céticos, mas o site publicou outra bomba agora, colaborando com a ideia de que o jogo deve sair em terras tupiniquins em pouco tempo. Hoje? Amanhã? Dia 31? Em Breve! Torçam! FONTE(S) MMO SERVER STATUS